Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

02/03/2017 15:20
  • Projeto forma multiplicadores para o enfrentamento à violência contra a mulher em Natal

Para marcar o Dia Internacional da Mulher - comemorado no dia 08, próxima quarta-feira -, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Semul), realiza na quinta-feira (09), o lançamento do projeto “Semul Itinerante: Agentes da Paz”. Será na Unidade de Saúde Parque dos Coqueiros, zona norte de Natal, às 14h. Na ocasião, também acontece a primeira edição do evento, que vai reunir moradores da comunidade para discutir sobre violência contra a mulher.

O objetivo do projeto é envolver os moradores dos bairros com registro de maior incidência de casos de violência doméstica nas quatro regiões de Natal, para formar multiplicadores no enfrentamento à violência contra a mulher. Desta forma, serão contemplados os bairros de Nossa Senhora da Apresentação na zona norte, Vila de Ponta Negra na zona sul, Passo da Pátria na zona leste e Felipe Camarão na zona oeste.

Em quatro encontros por comunidade, a equipe de assistentes sociais e psicólogos da Semul irá conversar com os moradores e disseminar informações importantes sobre como identificar os tipos de violência contra a mulher – psicológica, material, física e sexual; como ajudar a alguém que vive situações como estas; onde procurar ajuda; que suporte a mulher em situação de violência pode contar, junto com seus dependentes, entre outras.

As pessoas que participarão dos encontros serão multiplicadoras entre os moradores da comunidade que fazem parte e, desta forma, levarão essas informações para que mais pessoas tomem conhecimento sobre como procurar suporte em caso de violência contra a mulher. “Às vezes temos vizinhas, amigas, conhecidas passando por isso e não sabemos o que fazer para ajudar, por isso precisamos disseminar, pelos mais diferentes canais, as formas de enfrentamento à violência contra a mulher e, contar com agentes da paz nas comunidades, só fortalece essa nossa luta”, aponta Andréa Ramalho, secretária da Semul.

O projeto “Ssemul Itinerante: Agentes da Paz” prevê ainda o reordenamento da rede de serviços públicos nos bairros contemplados – educação, saúde, segurança pública e assistência social – para fortalecer a prevenção e o atendimento às mulheres que se encontram em situação de violência. Para tanto, os profissionais desses serviços também participarão de capacitações com foco no enfrentamento à violência contra a mulher, assim como professores, pais e alunos das escolas do entorno.

“A ideia geral deste projeto é que os serviços básicos possam se afinar, para que juntos, tenham um olhar diferenciado na prevenção da violência doméstica e no atendimento à mulher que se encontra fragilizada devido à violência. Ela precisa ser acolhida da forma adequada e contar com todo o apoio necessário para que possa se fortalecer e sair do ciclo de violência em que se encontra”, analisa Andréa Ramalho.

Sobre violência contra a mulher

De acordo com os dados do ‘Mapa da Violência 2015: Homicídios de Mulheres no Brasil’, Natal teve um aumento de 228% nos índices de feminicídio, entre 2003 e 2013. Em 2014, 2015 e 2016, esses índices não diminuíram. Foram diversos casos de feminicídio no município. Atualmente, Natal é considerada a cidade mais violenta do país, segundo o 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Sobre a Semul

A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres tem, entre outras atribuições, propor, apoiar e desenvolver políticas públicas voltadas para a promoção social, cultural, profissional, econômica e política da mulher no âmbito do município, de forma articulada com órgãos e instituições afins, independente da classe, raça, etnia, orientação sexual e religião. É ainda papel da Secretaria da Mulher, desenvolver ações de prevenção e combate a todas as formas de violação dos direitos e de discriminação contra as mulheres, com ênfase nos programas e projetos de atenção à mulher em situação de violência.

Sobre o Centro de Referência Elizabeth Nasser

O Centro de Referência é um espaço de acolhimento/atendimento psicológico, social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, que visa proporcionar suporte para a superação da situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate da sua cidadania.

Sobre a Casa Abrigo Clara Camarão

O Programa Casa Abrigo Clara Camarão (CACC) dispõe dos serviços de moradia protegida e atendimento integral às mulheres em situação de risco de morte iminente, em razão da violência doméstica e familiar. Trata-se de um serviço de caráter sigiloso e temporário, onde as usuárias e seus dependentes menores poderão permanecer por um período determinado, durante o qual deverão reunir condições necessárias para retomar o curso de suas vidas. Enquanto permanecem na Casa, a mulher e seus filhos recebem acompanhamento psicossocial e jurídico, que acompanha a garantia, pela Justiça, das medidas protetivas necessária para que possam retomar suas rotinas com segurança.


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css