Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

17/07/2017 14:34
  • Prefeitura do Natal é contemplada com edital do Ministério de Minas e Energia
Divulgação PRODEEM
Foi divulgado nesta segunda-feira (17), o resultado final do Edital de Desfazimento de Bens Remanescentes do Programa de Desenvolvimento Energético de Estados e Municípios (PRODEEM), do acervo patrimonial do Ministério das Minas e Energia, que beneficia a Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Educação, para receber um lote com módulos fotovoltaicos, inversores e controladores de carga geração de energia renovável. O resultado está disponível no www.mme.gov.br.
 
A Secretaria Municipal de Educação, depois de atender todos os requisitos estabelecidos pelo Ministério de Minas e Energia, foi classificada junto com a WWF Brasil, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agroenergia), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Secretaria de Estado do Meio Ambiente Governo do Distrito Federal e o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade (IDEAAS), e vai receber um crédito de 23.317 watts de potência instalada, 22 inversores e 46 controladores de carga.
 
De acordo com o assistente técnico do Departamento de Engenharia e Arquitetura da SME, Carlos Galvão de Moura Filho, que acompanhou todo o processo, ao tomarem conhecimento do edital público, a secretária Justina Iva de Araújo, solicitou que fosse estudada a viabilidade da SME concorrer ao edital para receber essas placas fotovoltaicas. “Foram 50 inscrições e a mesa julgadora pré-selecionou 30. Foram classificados seis instituições e entidades. Ficamos em 5º lugar. É uma vitória”, comemora Carlos Moura Filho.
 
Carlos Moura Filho, explica que o módulo contemplado tem capacidade suficiente para gerar 23.327 watts de potência de energia alternativa fotovoltaica. “Esse crédito de energia é renovável. Não se pega em dinheiro. Se pega em crédito e se reduz na conta de energia. É um divisor de águas. Vamos difundir essa energia renovável para as escolas e centros de educação infantil”.
 
Ainda segundo o técnico em energia renovável da SME, os primeiros estudos do Departamento de Engenharia e Arquitetura da SME, aponta para a instalação dos equipamentos em quatro unidades de ensino, sendo uma por região administrativa da cidade, e no Centro Municipal de Referência em Educação (Cemure) como sede. “Teremos cinco áreas de influência acobertadas pelo universo de placas. Existe um CNPJ-Mãe (da SME) que vai ter autonomia para distribuir esse crédito de energia renovável para as escolas e centros de educação infantil. Podemos dimensionar uma economia considerável nos custos com energia em toda estrutura da Rede Municipal de Ensino de mais de 15% do que se utiliza atualmente”.
 
Outro ponto destacado pelo assistente técnico da SME, é a oportunidade dos professores e educadores infantis trabalharem o conteúdo sobre energia renovável em sala de aula, tendo um exemplo efetivo e prático. “Estaremos usando energia renovável e disseminando também esse tipo de consciência para nossos alunos. É energia limpa, moderna e atual. Os professores vão poder trabalhar isso em sala de aula”.
 
Carlos Moura destaca que a utilização do crédito vai ser permanentemente fiscalizada pelo PRODEEM. A carga tem um volume de 467 componentes fotovoltaicos e a Prefeitura do Natal tem até o dia 31 de julho para receber todo o equipamento que está armazenado no almoxarifado de Furnas na cidade de Volta Redonda no Rio de Janeiro.

Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css