Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

10/08/2017 16:35
  • Encontro discute deficiência visual nas escolas
Adrovando Claro

Especialistas da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, participam durante três dias em Natal do encontro formativo “Compartilhando Saberes e Experiências de Inclusão – Deficiência Visual e Deficiência Múltipla”. O encontro iniciou na manhã desta quinta-feira (10) e acontece no auditório do Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure). Na sexta-feira (11) ocorrerá das 8 às 17 horas e no sábado (12) de 8h ao meio dia.

O curso de formação reúne cerca de 110 profissionais da Rede Municipal de Ensino de Natal, entre eles, professores das salas de recursos multifuncionais, docentes que trabalham com alunos com deficiência, gestores e coordenadores pedagógicos.

O evento acontece numa parceria da Secretaria Municipal de Educação de Natal e da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, dentro do projeto Lavelle/Perkins Internacional, da Perkins School for the Blind, em Boston (EUA).

De acordo com a chefe do Setor de Educação Especial da SME, Suedna Maria Varela de Lima, o curso de formação tem o objetivo de pensar estratégias pedagógicas para trabalhar com o aluno com Deficiência Visual e Deficiência Múltipla. “As palestrantes abordam as questões técnicas para que os professores saibam identificar e perceber essa dificuldade, além de saberem interpretar com mais clareza os laudos médicos”, afirmou Suedna Varela.

A secretária adjunta de Gestão Pedagógica, Judineide Domingos, representando a titular da SME, a professora Justina Iva, agradeceu a parceria da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e também parabenizou o trabalho desempenhado pelo Setor de Educação Especial da SME. Para os cursistas afirmou que “aproveitem o curso que será bastante intenso, possibilitando momentos de troca de conhecimentos e experiências aos profissionais que atuam na educação de estudantes com deficiência, contribuindo para as práticas pedagógicas”.

A primeira palestra da programação foi proferida pela coordenadora de projetos Lavelle/Perkins no Setor de Visão Subnormal da Santa Casa de Misericórdia de SP, a fisioterapeuta e psicopedagoga Ana Lúcia Pascali Rago, que abordou o tema “Anatomia e Fisiologia do Sistema Visual, Patologias e Alterações Funcionais”. Ela explicou a anatomia do olho, as diferentes funções visuais e as patologias mais comuns como o Glaucoma Congênito, a Catarata Congênita, as Infecções Congênitas, Albinismo, a Retinopatia da Prematuridade e a Deficiência Visual Cerebral (DVC).

“Nesses três dias vamos falar muito do processo de avaliação de como identificar um aluno com baixa visão e conhecer estratégias para auxiliar os alunos com Deficiência Visual e Deficiência Múltipla, contribuindo para desenvolver o seu aprendizado. Todas as funções visuais precisam estar funcionando bem, para enxergarmos normal”, disse a psicopedagoga Ana Lúcia Pascali.

Já a psicóloga Helena Burgés Olmos, que também atua no projeto Lavelle/Perkins, falou sobre a criança com Deficiência Visual, e a definição de baixa visão, deficiência múltipla e surdocegueira.

Durante toda a programação temas importantes ainda serão debatidos como a avaliação e intervenção junto à criança com baixa visão e deficiência múltipla, avaliação do meio de aprendizagem, comportamentos e dificuldades comumente apresentadas por crianças com baixa visão e deficiências múltiplas, sugestões de adaptações de materiais, atividades e ambientes para crianças com deficiência visual e deficiência múltipla.

A gestora pedagógica do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Marise Paiva, Ana Lúcia Azevedo, lembra como identificaram no CMEI uma criança com baixa visão. “O professor a partir dos conhecimentos adquiridos nos cursos de formações percebeu a dificuldade da criança em enxergar, mesmo com o auxílio dos óculos. Chamamos os pais para conversar e montarmos um direcionamento. Daí a importância desses encontros para aumentar os nossos conhecimentos e aprendermos estratégias para trabalhar com esse aluno, auxiliando no seu aprendizado”, declarou a gestora.

O Encontro é resultado de um projeto pensado, a partir de algumas necessidades apresentada pelo Setor de Visão Subnormal da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de SP, que durante os atendimentos as crianças com baixa visão, e no contato com os professores da rede regular de ensino que tem recebido essas crianças em suas salas de aula observaram que há uma carência de informações em relação a esse assunto, o que acaba dificultando o trabalho do professor e o desenvolvimento do aluno.

Diante dessa constatação, a Santa Casa passou a realizar encontros com os professores, obtendo excelentes resultados e a partir daí expandindo para outros estados, por meio de uma parceria com as prefeituras ou governos estaduais, alcançando um número maior de professores e crianças.
 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css