Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

31/07/2019 15:27
  • Biblioteca do Educador realiza II edição da Vivência Cultural
Adrovando Claro

A Biblioteca do Educador Professora Olindina Gomes, localizada no Centro Municipal em Educação Aluizio Alves (Cemure), realizou, na tarde desta terça-feira (30), a abertura da II edição de “Vivência Cultural na Biblioteca”. O projeto cultural é voltado para os professores da rede municipal de ensino, incentivando a leitura com palestras de escritores locais e atividades culturais.


O chefe do Setor de Acervo e Pesquisas, Josias Gomes, disse que a importância da vivência é valorizar realmente o acervo dentro da biblioteca que dá suporte aos projetos educacionais. “Há uma procura muito grande dos professores para fazer suas pesquisas e seus estudos e, hoje, a biblioteca é um local que agrega documentos, publicações, acervo fotográfico e eventos culturais para ampliar os conhecimentos”, comentou.


A diretora do Cemure, Josy Ribeiro, salientou que o evento atende professores, servidores e também a comunidade em geral. “O objetivo do projeto cultural ‘Vivência Cultural’ no seu segundo ano é disponibilizar o acesso a todos partícipes da rede municipal e demais interessados a desmitificar o ambiente interno na biblioteca”, explicou.


Na abertura, Fernando Antônio Soares dos Santos, que assina suas obras como Nando Poeta, e é educador que trabalha no Núcleo de Educação em Direitos Humanos da Secretaria Estadual da Educação, apresentou o histórico do Cordel.  “Essa roda de cordel é para mostrar um pouco da história do nosso cordel, tanto no Rio Grande do Norte, como o que foi publicado na cidade de Natal, especificamente, e explicar a maneira de uso do cordel como um instrumento fundamental no processo de aprendizagem nas escolas”, enfatizou.


Na palestra, ele narrou o histórico sobre os cordelistas e folheteiros que existiram durante várias décadas na cidade e explicou a técnica do cordel, desde o formato até os temas usados nas publicações. Comentou ainda que o cordel era muito presente nas feiras populares e atualmente nas escolas como objeto de estudo. Os folhetos ou romances, feitos por analfabetos que não tinham acesso à escola, não era considerado um gênero literário, sendo excluído da literatura brasileira. Uma campanha nos últimos 50 anos está mudando a trajetória do cordel, que já está incluído até como estudo e disciplina nos currículos de algumas universidades.


A professora Sisa Silva, pedagoga da E. M. Carlos Belo Moreno, disse que a palestra foi importante pelo resgate do cordel. “A palestra fez com que os professores conheçam o trabalho e como se fundou o cordel, trazer pra realidade da escola como trabalhar essa proposta literária com os alunos”, pontuou.


O professor Dr. Rudson Edson Gomes, que trabalha no Departamento de Ensino Fundamental (DEF) da SME, fez o lançamento do livro “Escola Plurilingue: efeitos da intercompreensão na aprendizagem de Lingua Portuguesa”, resultado de um trabalho de pesquisa pioneiro no Brasil, que foi realizado na Escola Municipal Terezinha Paulino, localizada no Parque dos Coqueiros, no uso de línguas estrangeiras para melhoria da compreensão de textos escritos em língua portuguesa.

 

O livro retrata essa experiência, apontando, em detalhes, alguns resultados com essa abordagem e que tem dois objetivos específicos.  “O primeiro objetivo é fazer com que o aluno consiga ampliar pertences de compreensão na leitura de textos, da sua própria língua materna, a partir da leitura de textos em outros idiomas, da mesma família do português, que nós chamamos línguas românticas, como francês ou espanhol e italiano e no segundo, ele pode expandir essas competências para a aprendizagem nessas outras línguas”, explica o autor.

 

Rudson informa, ainda, que no primeiro momento, o livro é voltado para professores de língua portuguesa porque estão tratando do ensino e aprendizagem de língua portuguesa, mas como a própria proposta do livro traz essa abordagem que pode ser fácil apreendida pelos alunos também pode ser utilizado por professores de qualquer área do conhecimento. Dentro da programação, ainda foram realizadas as palestras da “Importância da água” (Prof. Ms. Eugenio Oliveira), Mesa redonda do “Dia do Livro” (Profa. Eudesia Carvalho), Oficina de contação de história (Profa. Conceição Luz) e a atividade cultural de dança (Profa. Dra. Rosa Mendonça).


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css