Inmetro reprova todos os andadores infantis analisados


Inmetro reprova todos os andadores infantis analisados

O Programa de Análise de Produtos do Inmetro avaliou dez diferentes marcas de andadores infantis disponíveis no comércio. Os produtos foram submetidos a 12 tipos de ensaios: inflamabilidade; aberturas; arestas, cantos e projeções; partes pequenas; cordões, fitas e peças usadas como laços; movimentação de partes rígidas; assento; estabilidade estática; prevenção de quedas ao descer degraus; estabilidade dinâmica; força estática e força dinâmica.

Os resultados evidenciaram não conformidade em pelo menos um dos ensaios realizados, sendo todas as marcas reprovadas quanto à prevenção de quedas. Por este motivo, o Inmetro convocou um evento aberto ao público, no dia 6 de agosto, no Rio de Janeiro, para discutir a segurança do produto com a indústria, consumidores e entidades interessadas. As inscrições já estão abertas.

“É preocupante ter produtos no mercado que não oferecem segurança adequada às nossas crianças. Decidimos realizar a análise em virtude de reclamações na Ouvidoria do Inmetro e relatos de acidentes de consumo. As participações do consumidor e das partes interessadas, mais uma vez, são fundamentais para estimular o debate”, explica Alfredo Lobo, Diretor de Avaliação da Conformidade do Inmetro.

No mundo, a segurança dos andadores também é alvo de discussão. Na Austrália, por exemplo, a Product Safety – entidade para segurança de produtos – dedica uma página de seu site para alertar sobre os perigos do uso de andadores. O país adota, desde 2002, um conjunto de requisitos mínimos de segurança para o produto. A ação gerou queda de 50% nos registros de acidentes relacionados aos andadores infantis.

“A análise do Inmetro não possui por finalidade a definição de resultados quanto aos benefícios ou prejuízos para o desenvolvimento motor ou cognitivo da criança. Essa questão cabe aos especialistas de saúde e da puericultura. O objetivo foi avaliar a tendência de conformidade do segmento, bem como servir como um instrumento motivador à discussão sobre sua utilização ou possíveis ações de melhoria dos produtos e regulamentações”, finalizou Lobo.

Evento é aberto ao público
A partir dos resultados, o Inmetro convocou a indústria de produtos infantis, órgãos de defesa do consumidor e associações relacionadas à segurança infantil para um evento no dia 6 de agosto, terça-feira, a partir das 9h, no Auditório do Prédio 6, no Campus do Inmetro, em Duque de Caxias (RJ). O Painel Setorial é aberto ao público e vai discutir a segurança dos andadores infantis. Na oportunidade, serão debatidos o posicionamento de cada participante e setor sobre o produto, além das possibilidades de melhorias na segurança do produto. Estarão presentes o presidente do Inmetro, João Jornada, além de executivos do Instituto, representantes da Associação Brasileira de Produtos Infantis, da Sociedade Brasileira de Pediatria e da ONG Criança Segura.
Mais informações e inscrições: http://www.inmetro.gov.br/painelsetorial/inscricao-painel.asp:

www.inmetro.gov.br/painelsetorial/inscricao-painel.asp

Algumas reclamações de consumidores retiradas do Banco de Acidentes de Consumo do Inmetro: “O andador tombou e a criança caiu. Além disso, o pezinho prendeu no suporte da roda.”

“Rodinhas dianteiras quebraram e a criança caiu no chão.”

“A criança estava no andador e o pano do mesmo cedeu fazendo com que a criança caísse no chão.”

“Durante a utilização do produto a criança caiu do andador que estava sobre um piso frio, sem degrau, por mais de uma vez na mesma semana.”

“O carrinho virou com a criança e a mesma bateu com a cabeça no chão.”

“Rodinhas dianteiras quebraram e a criança caiu no chão.”

“A criança seguiu todas as informações de uso do brinquedo, segurando com as duas mãos nele, e mesmo assim caiu com a cabeça no chão.”

Para relatar um acidente de consumo, acesse http://www.inmetro.gov.br/consumidor/formulario_acidente.asp.

Fonte:Assessoria de Imprensa do Inmetro

Anterior:
Próximo:

Logo da Prefeitura de Natal
R. Ulisses Caldas, 81 - Cidade Alta, Natal - RN, 59025-090 - Ouvidoria Geral (84)3232-6389